secretariado@spzn.pt https://spzn.pt/uploads/seo/big_1714128161_9668_big_1711985899_8530_spzn_logo_new.png

Primeiro dia do XIII Congresso da FNE marcado pela homenagem a João Dias da Silva


21 Maio 2023

Atualidade

Primeiro dia do XIII Congresso da FNE marcado pela homenagem a João Dias da Silva
O Centro Cultural e de Congressos de Aveiro recebe hoje e amanhã o XIII Congresso da FNE que ficará marcado pela sucessão do histórico João Dias da Silva, na liderança da Federação.

É sob o lema “POR CARREIRAS DIGNIFICADAS E ATRATIVAS PARA UMA EDUCAÇÃO DE QUALIDADE” que decorrem os trabalhos com cerca de 500 delegados, em representação dos milhares de sócios dos sindicatos da FNE, com o primeiro dia a ter a manhã dedicada à votação do regimento do congresso e do plano de atividades que foram aprovados ambos por unanimidade.

A sessão de abertura contou com intervenções de Maria João Cardoso, Presidente da Mesa do Congresso, de José Abraão, Secretário-Geral da FESAP, de José Augusto Cardoso, Secretário-Geral da Confederação Sindical da Educação dos Países de Língua Portuguesa e de Dr. Ribau Esteves, Presidente da Câmara Municipal de Aveiro. David Edwards, Secretário-Geral da Internacional da Educação (IE), e Susan Flocken, Diretora europeia do Comité Sindical Europeu da Educação (CSEE - Região Europa da IE) fizeram intervenções em vídeo.

Depois, na apresentação do resumo das atividades do seu mandato, o secretário-Geral João Dias da Silva deixou críticas aos três governos com que a FNE se cruzou neste mandato:" Com a pandemia a sociedade percebeu bem a importância e a necessidade das escolas e dos seus profissionais.Não houve, no entanto, a mesma visão por parte dos três governos que ao longo deste período de tempo foram responsáveis pelo nosso país. A Educação não foi prioridade, os seus trabalhadores não foram reconhecidos" acrescentando ainda que "ao apresentarmos o nosso balanço político-sindical do mandato, é imperioso afirmar que a Educação não tem sido uma prioridade, nem para a sociedade, nem para nenhum dos três Governos que desde 2018 estiveram em funções. E se a Educação não foi prioridade, tão pouco os seus profissionais foram reconhecidos ou devidamente valorizados".

A tarde contou com a apresentação e votação de alterações aos Estatutos da FNE que foram aprovadas, com os convidados internacionais a tomarem o tempo em seguida para algumas palavras.

A segunda parte deste dia de trabalho em Aveiro trouxe ainda a homenagem do Congresso a João Dias da Silva com um vídeo de recordações da carreira deste como líder máximo da Federação desde 2004 e a oferta de uma prenda pelos sindicatos FNE, com todo o auditório rendido aos 19 anos de trabalho e dedicação do histórico dirigente.

Pedro Barreiros apresentou depois o Plano de Ação para 2023-2027 que estará amanhã de manhã (domingo) em votação, ao que se seguiu a abertura aos delegados inscritos para debater este documento.

Os trabalhos continuam a partir das 9h30 deste domingo com a abertura das mesas eleitorais para a eleição do futuro novo Secretário-Geral da FNE.

XIII Congresso FNE

Notícias Relacionadas

Concursos 2024/25 - Avanços ainda sem corresponder às necessidades das escolas

Concursos 2024/25 - Avanços ainda sem corresponder às necessidades das escolas

A Federação Nacional da Educação (FNE) assinala positi...

21 Maio 2023

Adiada para setembro negociação da mobilidade por doença

Adiada para setembro negociação da mobilidade por doença

A falta de consenso entre a tutela e sindicatos levou ho...

21 Maio 2023

Após reunião com o MECI, encontrada solução para professores da EP de Luanda

Após reunião com o MECI, encontrada solução para professores da EP de Luanda

Terminada a reunião da FNE com o MECI sobre “Concur...

21 Maio 2023

FNE reuniu com MECI sobre Mobilidade por Doença

FNE reuniu com MECI sobre Mobilidade por Doença

A FNE esteve presente esta manhã na Secretaria-Geral da...

21 Maio 2023